Nutricionista Nasf – Viva Rio – Rio de Janeiro

Viva Rio

Descrição:
Conhecer o cenário epidemiológico local e participar da identificação de situações de vulnerabilidade e de risco social e nutricional;

Apoiar as equipes de Saúde da Família (SF) em ações de alimentação e nutrição com metodologias que valorizem a cultura e o desenvolvimento local, como o estudo do padrão de cultura alimentar local e das formas de consumo dos alimentos;

Estimular hábitos alimentares saudáveis em creches, escolas e outros espaços coletivos do território;

Desenvolver, conjuntamente com as equipes de SF, oficinas de nutrição com foco na alimentação saudável;

Incentivar a articulação de redes, buscando parcerias com setores como secretarias de agricultura e de desenvolvimento, para produção de hortaliças e frutas no território: feiras, hortas comunitárias ou nos quintais, a fim de promover mudanças culturais do padrão alimentar, quando necessário;

Incentivar e promover, juntamente com as equipes SF, espaços de discussão sobre aleitamento materno exclusivo e alimentação complementar saudável para crianças menores de dois anos;

Auxiliar as equipes de SF quanto à realização adequada da avaliação nutricional;

Apoiar as equipes de SF na identificação, no fortalecimento e na articulação entre a estrutura comunitária de equipamentos sociais públicos e privados e a rede de atenção à saúde, a fim de discutir os casos de risco e enfrentar conjuntamente as situações;

Apoiar as equipes de SF no diagnóstico e desenvolvimento de projetos terapêuticos singulares para pessoas com carências nutricionais (anemia, hipovitaminose, desnutrição e obesidade), além de portadores de agravos crônicos não transmissíveis;

Apoiar as equipes de SF na abordagem das condicionalidades de saúde do Programa Bolsa-Família, nos aspectos nutricionais;

Apoiar as equipes de SF na execução de ações dos programas de prevenção de deficiência de micronutrientes;

Auxiliar e ampliar o vínculo entre famílias e comunidade fortalecendo a rede social de apoio no território;

Realizar visitas domiciliares, quando necessário, para orientação e acompanhamento das famílias do território;

Agendamento de consulta compartilhada para situações específicas;

Atuar em parceria com grupos, entidades e movimentos sociais existentes na comunidade, contribuindo com o processo de mobilização, organização e controle social.

Outros requisitos:
Ter no mínimo dois dos critérios listados abaixo:

– Boa experiência em ESF ou NASF;

– Sólida experiência na área de saúde;

– Boa experiência de atuação no CAPS;

– Titulação em saúde mental.

Para se candidatar a esta vaga visite www.vagas.com.br.

Deixe um comentário